Dieta

Nutrição para o tratamento de feridas

Tratar uma ferida não é nada fácil e não podemos abrir mão de nenhum tipo de estratégia que visa levar a cicatrização. Esquecer qualquer detalhe pode retardar muito todo o processo que irá ajudar na cicatrização do ferimento.

No processo de cicatrização vários eventos acontecem. São processos biológicos bem intrínsecos que irão exigir do corpo energia e matéria prima base para formação do colágeno e das células teciduais.

Se a ferida é muito extensa, o gasto calórico pode ser tão intenso, o que irá fazer com que as energias roubadas pela ferida façam falta para outras partes do corpo como músculo por exemplo. E não é incomum que esses pacientes desenvolvam até mesmo fraqueza e perda de massa muscular.

Um fator importante é a alimentação. Uma boa alimentação contribui para o bom funcionamento do sistema imune, e esse é muito importante para cicatrizar, uma vez que é o responsável por modular a inflamação, uma fase que visa limpar a ferida e remover os organismos invasores através da ação dos macrófagos.

Na fase inflamatória, os mediadores químicos sinalizam para o sistema imune a necessidade de envio das células de defesa para o leito da ferida.

Esse processo intrínseco irá contribuir para o completo processo de limpeza da ferida propiciando assim que a mesma entre na fase proliferativa, quando irá ocorrer a formação das células e dos tecidos.

Em nossa prática diária com experiência de mais de quinze anos em tratamentos de feridas, em nossas clínicas ou nos atendimentos domiciliares, o Doutor Feridas nunca abriu mão de olhar para a questão nutricional dos pacientes, e isso foi muito importante para alcançarmos a satisfação de nossa clientela.

O papel da Nutrição na cicatrização

A formação dos tecidos numa pele lesionada exige que nutrientes essenciais estejam disponíveis pelo organismo, caso isso não aconteça como nos pacientes gravemente desnutridos, além de não cicatrizar o paciente passa a ter sérios riscos de complicações dessas feridas, principalmente as infecções.

Suplemento Nutricional na Cicatrização

A suplementação nutricional é imprescindível para conseguir uma boa evolução no processo de cicatrização. O objetivo é otimizar as funções do organismo para que o mesmo desempenhe os papéis na regeneração tecidual. Vários estudos científicos já comprovaram que pacientes suplementados cicatrizam até quatro vezes mais rápido.

Fornecer suplementos nutricionais direcionados e focados na cicatrização é importante, pois nem sempre a pessoa com ferida consegue através da alimentação as proteínas e elementos como minerais, proteínas e aminoácidos suficientes para que o processo de cicatrização aconteça de forma satisfatória.

Portanto o suplemento será essencial para o fornecimento dos principais componentes para cicatrização: hidratos de carbono, gordura, proteínas, arginina, glutamina, n-acetilcisteína, vitamina A, vitamina C, magnésio, cobre, zinco, selénio, entre outros nutrientes.

O que comer e o evitar para alcançar uma boa cicatrização

  • Os alimentos que devem passar longe da dieta de um paciente com feridas são: Bebidas alcoólicas;
  • Cereais refinados, como arroz branco, massas, pães, farinha de trigo;
  • Carnes gordurosas: evitar processados como presunto, salsicha, fast food, salame e cortes gordurosos;
  • Alimentos fritos Carboidratos
  • Refrigerantes e sucos em pó ou em caixa; Leite e derivados integrais;

Alimentos que devem ser adicionados

  • Frutas como, laranja, manga, mamão;
  • Hortaliças de coloração verde escura como, brócolis, espinafre, couve de Bruxelas
  • Peixes, como bacalhau e salmão;
  • Óleos vegetais como, óleo de milho, azeite e de fígado de bacalhau;
  • Ovos de galinha

Como é minha prática com suplementos para cicatrização

Tenho experiência de mais de quinze anos com o tema. Durante algum tempo confesso que não tinha muita atenção com esse detalhe. Porém como o passar do tempo e os resultados que eu alcancei, acabei instituindo nos meus protocolos e hoje não abro mão.

Embora existam muitos estudos publicados em revistas científicas, para minha decisão foi essencial eu visualizar com meus próprios olhos, e hoje posso assegurar que todos meus pacientes recebem essa recomendação.

Como eu faço.

Ao avaliar o paciente com ferida pela primeira vez eu busco fazer uma anamnese mais completa possível, não focando somente na ferida.

Avalio toda a situação de saúde do meu paciente, como histórico de saúde, medicamentos em uso, cirurgias , alergias apresentadas e reviso todos os exames realizados.

Caso ele não tenha exames recentes acabo solicitando, pois servirão de subsídios para a tomada de decisões.

A introdução do suplemento eu faço de forma paulatina, nunca prescrever a dose total na primeira semana. Isso serve para testar a tolerância do paciente ao suplemento.

Vale lembrar que existem inúmeros suplementos industrializados, alguns com sabor e outros sem sabor.

A não adaptação ao tratamento muitas vezes acontece por meros detalhes.

Por exemplo, a questão do sabor é uma das principais queixas, porém o paciente se bem orientado como misturar com frutas ou alimentos de sua preferência podem aumentar a adesão.

No nosso serviço o paciente recebe uma cartilha com várias receitas e sempre estimulamos os mesmos a reportar o que fizeram em casa, e assim compartilhamos com demais pacientes.

A suplementação aumenta muitos os custos do tratamento.

Com certeza esse é um ponto que deve ser trabalhado com paciente.

Embora pareça caro, a redução do tempo de tratamento acaba diminuindo o custo do tratamento.

Já tive experiência de pacientes com perfil físico idênticos e com feridas parecidas, que a diferença entre quem tomou suplemento e não tomou, foi que a cicatrização foi mais rápida em aproximadamente 45 dias.

Por termos vasta experiência no assunto, eu acabo apresentado aos pacientes resultado de outros pacientes para que ele se encoraje.

Sempre busco usar uma linguagem bem familiar, não adianta mostrar estudos científicos, pois eles não tem capacidade para interpretar, querem mesmo ver na prática. Outro ponto interessante é colocar pacientes em contato com quem já experimentou o processo, a fim de trocar informações e experiências.

Atendimento Especializado

Antes de tomar suplemento nutricional é importante uma avaliação médica e nutricional. Nem todo paciente pode tomar o suplemento.

Uma das principais contra indicações é a insuficiência renal que deve ser verificada com exames laboratoriais.

A Diabetes Mellitus não contra indica, principalmente devido às formulações atuais serem isentas de açúcares simples. Isso ajuda muito, principalmente pelo fato dessa população ter um grande número de feridas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo