Receitas

Frango com quiabo, feijão tropeiro e outras receitas mineiras

É quase impossível ir à Minas Gerais sem experimentar uma das gastronomias mais icônicas do Brasil. Seja o famoso frango com quiabo, feijão tropeiro e outras receitas mineiras, que vai até o estado montanhoso e não come nenhum tiquinho pode ser considerado um afrontoso, com algumas ressalvas, é claro. 

Embora a comida típica de Minas pareça ser a mesma para o estado inteiro isso não acontece, principalmente por possuir uma extensão territorial grande, podemos dizer que a gastronomia é dividida por regiões. Obviamente que nos tempos atuais as culturas alimentares já se fundiram. 

Entretanto quem for conhecer a cidade histórica Ouro Preto, que fica na região dos Inconfidentes, vai perceber que o feijão tropeiro, frango com quiabo, tutu, torresmo e pão de queijo estarão presentes na maioria dos restaurantes. 

Essas e outras são comidas bem fortes que ultrapassaram não apenas décadas como séculos são os  mesmo pratos que alimentaram bandeirantes, afro-brasileiros, tropeiros e europeus, no período do Brasil Colonial. Eles chegam em 2022 ainda mais aclamados. 

Já o arroz com suã, a galinhada, o angu de milho, a ambrosia, entre outros, são pratos comumente encontrados bem longe da Região dos Inconfidentes, no Triângulo Mineiro. Eles também possuem grande relevância para a cultura do estado. 

Existem alguns pratos famosos espalhados por outras regiões, como é o caso do pastel de farinha de milho, original de Pouso Alegre, Sul de Minas. E o pequi, tradicional na cidade de Montes Claros, que fica no norte do estado.

Agora criamos um problema, a “falação” dos pratos mineiros deve ter gerado uma grande vontade em nossos leitores, sobretudo nos que estão do lado de fora de Minas, e querem apreciar os sabores da gastronomia mineira (risos). 

Como diz o velho ditado, “Se a monhanha não vai a Maomé, Maomé vai até a montanha”. Separamos algumas receitas mineiras para que você que gosta de cozinhar ou deseja se aventurar na cozinha, praticar em casa. Já vamos dando o spoiler: a casa vai ficar toda perfumada quando você estiver preparando a comida. 

Receitas mineiras 

Frango com quiabo e angu 

Esse delicioso prato mineiro guarda alguns segredos que foram passados de pai para filho, ou mãe para filha. Por isso é importante que o passo a passo do frango com quiabo e angu seja seguido à risca, pois quando aquecido o quiabo produz um líquido, popularmente chamado de “baba”, e o angu deve ser feito no ponto, pois se for retirado antes da hora do fogo fica horrível. 

Vamos usar como base a receita publicada no portal Mais Minas.

Você vai precisar de 

  • 1 frango inteiro, cortado em pedaços
  • 1 quilo de quiabo
  • 1 xícara (chá) de óleo
  • 1 colher (sobremesa) de colorau
  • Pimenta a gosto
  • 5 dentes de alho amassados
  • Sal a gosto cheiro verde a gosto
  • 4 colheres de fubá
  • 550 mls de água 

Passo a passo 

  • 1- coloque o alho, o sal e pimenta na panela em seguida acrescente o frango, espere ele dourar em seguida adicione água para que ele possa cozer (se preferir acrescente limão e vinagre)
  • 2 – Enquanto o frango cozinha, lave o quiabo e seque com pano
  • 3 – corte o quiabo em rodelas
  • 4 – coloque uma xícara de óleo na panela 
  • 5 – acrescente o quiabo
  • 6 – deixe ele cozinhar bastante até a “baba” secar, cerca de 20 minutos
  • 7 – quando estiver sem baba desligue e coloque em um escorredor para retirar o excesso de óleo
  • 8 – deixe reservado 
  • 9 – quando o frango já estiver pronto, acrescente o quiabo e mexa bastante
  • 10 – cuide para não ficar com excesso de caldo, neste caso, deixe o fogo aceso por mais um tempinho até secar um pouco mais 
  • 11 – experimente para saber se está bom de sal
  • 12 – acrescente o cheiro verde
  • 13 – em outra panela separada coloque 400 mls de água e ligue o fogo
  • 14 – em um refratário deixe separado os 150 mls de água com as 4 colheres de fubá, mexa fora do fogo
  • 15 – quando a água da panela ferver acrescente a mistura de água com fubá e mexa bastante (a panela deve ser um pouco mais alta do que a mistura, pois ela respinga quando começa a ferver)
  • 16 – o angu estará pronto quando a mistura que estiver nas bordas da panela estiver se soltando 

Feijão Tropeiro 

Ingredientes 

  • 500 g de feijão cozido e escorrido
  • 1 cubo de caldo de bacon 
  • 150 g de bacon picados
  • 1 xícara (café) de azeite
  • 2 cebolas picadinhas
  • 6 dentes de alho amassados
  • 250 g de linguiça calabresa picada
  • 4 ovos fritos inteiros e picados
  • cheiro-verde a gosto
  • 1 e 1/2 colher de farinha de mandioca
  • sal e pimenta a gosto

Preparo 

  • 1- frite a linguiça e o bacon separadamente no azeite 
  • 2 – acrescente a cebola, e o alho, deixe dourar 
  • 3 – coloque o feijão na mistura e o caldo de bacon
  • 4 – coloque devagar a farinha e os ovos fritos picados
  • 5 – acrescente o cheiro verde, sal e pimenta à gosto 

Observação: o feijão deve estar escorrido. 

Doce de abóbora com coco ralado 

Componente necessários 

  • 1 coco fresco ralado
  • 1kg de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de água
  • 2kg de abóbora sem casca e sem sementes ralada
  • Canela em pau, cravo-da-índia e coco fresco ralado 

Passo a passo 

  • 1 – Coloque a abóbora ralada, o açucar e o coco ralado em uma panela, cozinhando em fogo baixo, por 30 minutos
  • 2 – O ponto ideal para desligar o fogo é quando o doce começar a soltar do fundo da panela
  • 3 – Coloque em uma travessa e leve à geladeira durante uma hora
  • 4 – decora com o cravo, canela e coco ralado

Outros pratos que vale a pena aprender 

  • Leitão a pururuca
  • Broa de milho 
  • Pão de queijo
  • Bambá de couve
  • Doce de leite pastoso
  • vaca atolada
  • Ora-pro-nobis com carne ou frango
  • Frango ao molho pardo
  • Canjiquinha 

Bebidas mineiras 

Além de ser um estado conhecido pela vasta gastronomia, Minas Gerais também oferece bebidas diferenciadas. 

O friozinho, o vento impetuoso que vem dos altos montes, a boa música, são muito convidativos para uma noite boêmia. E olha que de boemia o mineiro entende bem. 

Sem contar na hospitalidade o sotaque mineirês de seus nativos, que são capazes de fazer qualquer sulista se desarmar. 

Dentre os cafés, chocolates quentes e chás, a cachaça é uma iguaria muito preciosa de Minas. Além da “branquinha”, os licores também fazem parte da noite mineira. Conheça alguns sabores.

  • Licor de jabuticaba
  • Licor de milho
  • Licor de cacau 

As cachaças mais conhecidas em Minas são as de marca Salinas e Seleta, porém há muitos alambiques espalhados pelo estado. 

Arte e fé 

Outras culturas bem marcantes do estado é a arte que muitas vezes é manifestada através da fé. Tem espaço para todos, do congado mineiro, as celebrações católicas oriundas da Europa e afro-brasileiras, que foram trazidas da África junto com as pessoas negras que foram escravizadas e se fundiu com elementos da cultura brasileira.

Não poderíamos falar sobre Minas sem destacar os monumentos arquitetônicos presentes nas cidades mais antigas como Mariana, Tiradentes, São João del Rei, Sabará, Diamantina, Congonhas, entre outras. 

Também não podemos nos esquecer da relevância musical do movimento Clube da Esquina. Que surgiu em Belo Horizonte em 1966 e traz como principais nomes: Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta, Flávio Venturini, Tavinho Moura, Alaíde Costa, entre outros. 

Pois é, Minas Gerais é muito mais do que comida, embora esse seja um dos principais atrativos, como já escreveu e já se cantou, “Oh Minas Gerais, quem te conhece, não esquece jamais”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo